Cervejas alemãs de trigo

14294805_1769119210028135_4552470355129663488_n                                                                       Foto: @marcellopes

Com certeza você já viu nos bares, alguma coisa, relacionada a essas duas marcas, Erdinger e Paulaner. São as duas mais tradicionais fábricas de cerveja alemã. O que torna uma Weissbier tão especial? Suas principais características são a espuma generosa e os resíduos de fermento remanescentes do processo de fermentação no fundo da garrafa, o que acontece pelo fato de não ocorrer uma filtração. Além disso, são cervejas bastante turvas e carregam aromas como o de especiarias (cravo) e frutais (banana).


14717396_186581695129985_6310610682261798912_n                                                                        Foto: @marcellopes

A forma ideal de servir e degustar as cervejas de trigo é em copos que caibam a mesma quantidade da garrafa. Isso porque o fermento acumulado no fundo do recipiente deverá ser misturado à cerveja e isso acontece quando se verte, primeiramente, aproximadamente 2/3 da garrafa e depois se mistura os 1/3 restantes em movimentos circulares a fim de homogeneizar a levedura ao líquido e terminar o serviço. Normalmente esses copos ou taças possuem base estreita e boca larga.
14730486_368897520123065_8454088680552792064_n                                                                       Foto: @marcellopes

A palavra Weissbier significa cerveja(bier) branca(Weiss), mas nem sempre elas serão brancas. Além da tradicional, também tem outras variáveis, são elas:
• Hefeweizen, de cor amarelada-marrom opaca, pois a levedura não é filtrada. Erdinger Hefeweizen é a mais conhecida aqui no Brasil

• Kristallweizen, de cor clara e transparente, leve na degustação. Normalmente é filtrada, não tendo adicão de levedura diretamente na garrafa. Um exemplo é a Franziskaner Weissbier Kristallklar

• Dunkelweizen ou Hefeweissbier dunkel, cerveja de trigo escrura, de gosto mais forte. A Erdinger tem sua versão, aquela com rótulo preto, chamada de Erdinger Weissbier Dunkel.

• Weizenstarckbier ou Weizenbock, cerveja tipo bock com uma graduação alcoólica entre 5% e 12%. Exemplo é a Aventinus, feita pela G. Schneider & Sohn.

• Berliner Weisse ou Berlin White (cerveja branca berlinense), de graduação alcoólica entre 2 e 4% e de cor amarelada e opaca. Por ser levemente azeda, é comum adicionarem xaropes doces de frutas.

12292793_449282931935965_1683129359_n                                                                      Foto: @marcellopes

As marcas mais tradicionais alemães:
Paulaner, Erdinger, Schneider, Ayinger, Franziskaner, Weihenstephaner, Benediktiner, Jacobinus… Só para citar algumas.
No brasil, muitas cervejarias também possuem Weissbier na sua carta.
Colorado, Petra, Bamberg, Baden Baden, Edelbrau, Tupiniquim, Backer, entre outras. A Bodebrown e a Barco também produzem Weiss, mas com um diferencial nas suas receitas.

 

15802734_730600603762695_4431856716996411392_n                                                                        Foto: @marcellopes

A Bodebrown Hop Weiss é produzida com o lúpulo americano cítrico Amarillo e utilizando a técnica de Dry Hopping, que adiciona lúpulo no final da fermentação, é uma cerveja com aroma de maracujá proveniente do lúpulo que possui ainda notas de cravo e banana.
Já a Barco Thai Weiss une tradição com um toque de originalidade: o gengibre. Essa especiaria traz a cerveja um toque inusitado para o aroma, apresentando notas de cravo e gengibre.

 

15877301_1161274187255808_697145077008433152_n                                                                        Foto: @photo_beer

Também de trigo, a Wittbier, por ser belga, não entra nessa lista. Mas falarei sobre ela no próximo post. Como é uma cerveja refrescante e não tão difícil de encontrar em mercados e lojas especializadas, dá para beber durante todo o verão!

Se você ainda não conhece meu instagram, procura lá. @marcellopes.
Prost!

Fonte: http://www.blogangeloni.com.br/ e http://www.brejas.com.br/
Fotos: @marcellopes e Luís @photo_beer





Você também pode gostar...

Brunch de Natal no Morumbi Shopping
(18 de novembro de 2014)

Bistro Box de Fevereiro
(5 de fevereiro de 2016)

A minha SUPER transformação
(7 de julho de 2016)

Perfumes para Outono-Inverno
(28 de março de 2016)

Maxior Jóias, um encanto!
(24 de outubro de 2014)

Looks para as festas de fim de ano
(9 de dezembro de 2014)